Conheça a cidade do Porto

O Porto é a segunda maior cidade de Portugal, situada a norte de país, no litoral do Atlântico, às margens do Rio Douro, possui conexão com várias cidades do mundo, devido ao seu aeroporto Internacional. Apelidada de cidade invicta, a cidade portuense ostenta uma extensa história, e tem se tornado num dos principais destinos turísticos da Europa. E quem por lá passa, não fica indiferente à sua dinâmica bairrista e à sua gente aguerrida e genuína.

Existem inúmeras rotas turísticas e passeios populares para conhecer a cidade do Porto. Assim, achamos por bem indicar alguns dos locais e atividades indispensáveis para conhecer e se envolver na dinâmica de uma das mais belas cidades portuguesas.

1. Conhecer a Sé Catedral

A Sé Catedral é imponente e de uma beleza rara no seu interior. É para ser vista e admirada sem pressa, bem como o seu claustro, no lado Sul.

O Terreiro da Sé dispõe de uma vista privilegiada sobre a cidade, o rio Douro e parte da Ribeira. Perto da Sé Catedral, estando no Terreiro da Sé, à esquerda, desça uma escadaria e aproveite para conhecer a Igreja de São Lourenço (Séc. XVI), também conhecida como Igreja dos Grilos, a Igreja de Sta. Clara, também ali perto e a muralha Fernandina.

Sé Catedral do Porto

2. A Estação de S.Bento

A Estação de S. Bento é uma estação ferroviária que está, definitivamente, entre as mais bonitas do país. Deve a sua designação ao facto de ter sido construída no exato local onde antes estava o Convento de São Bento da Avé-Maria.

Atualmente a Estação Ferroviária de São Bento é a estação ferroviária mais movimentada do Porto, daí garantem-se ligações para o centro do Porto, bem como para as linhas do Norte, do Douro e do Minho, e para os ramais de Braga e Guimarães.

Sendo mesmo considerada a sala de visitas da cidade, o que deixa logo, a quem a visita, uma vontade de conhecer o resto da cidade, graças à sua beleza cinematográfica com paredes revestidas a azulejos inigualáveis bem ao estilo português.

Estação de São Bento

3. A Avenida dos Aliados, uma avenida que encanta!

É a avenida mais imponente da cidade, muito urbana e muito europeia. É linda e todos os turistas passam por lá. E os locais também.

Chamada de coração do Porto, por ser encontrar na zona mais central da cidade, esta avenida impressiona quem a visita pela sua arquitetura granítica.

Aconselha-se o passeio por esta avenida para observar cada detalhe que ali se pode encontrar. As artes modernas e urbanas nas cabines telefónicas dão um colorido especial e contrastam com as esculturas no centro da avenida, resultados da tradição artística da cidade, em todos os tempos.

Avenida dos Aliados

4. A Francesinha

A Francesinha é um prato típico do Norte, mas que se tornou bastante conhecido no Porto. Há quem diga que para comer uma boa francesinha, só mesmo no Porto.

É uma espécie de “fast-food” à portuguesa. Consiste numa sanduíche de diferentes tipos de carne, normalmente, um bife de vaca, fiambre, salsicha e ainda chouriço. Um grande festim de carnes acompanhado de uma boa dose de queijo, tanto por dentro como por fora da sanduíche, e pode ser ainda servida com ovo estrelado no topo.

Mas, neste prato, o rei é o molho, um molho de tomate, cerveja, manteiga e o segredo que o torna especial de casa para casa. É através do molho que se diferencia o melhor restaurante de francesinhas. E é claro, onde há molho, há uma boa dose de batata frita! Não é um prato apreciado por quem não é boa boca!

Entre restaurantes aconselhamos o Brasão na avenida dos Aliados e o Café Santiago, também ali perto.

Francesinha

5. O Vinho do Porto

O Vinho do Porto é um vinho natural e fortificado, produzido exclusivamente a partir de uvas provenientes da Região Demarcada do Douro, no Norte de Portugal a cerca de 100 km a leste da cidade do Porto. Régua e Pinhão são os principais centros de produção, mas algumas das melhores vinhas ficam na zona mais a leste.

O que distingue o vinho do Porto dos restantes vinhos, é o facto de a fermentação do vinho não ser completa, sendo parada numa fase inicial (dois ou três dias depois do início), através da adição de uma aguardente vínica neutra (com cerca de 77º de álcool).

Assim, o vinho do Porto é um vinho naturalmente doce (visto o açúcar natural das uvas não se transforma completamente em álcool) e mais forte do que os restantes vinhos (entre 19 e 22º de álcool).

Fundamentalmente consideram-se três tipos de vinhos do Porto: Branco, Ruby e Tawny.

Se for apreciador deste vinho não pode perder o passeio às caves da cidade onde explicam ainda mais sobre o vinho com a possibilidade de fazer provas do mesmo.

Vinho do Porto

6. Livraria Lello

Este ponto é especialmente dedicado aos amantes de livros e aos fãs de Harry Potter.

A Livraria Lello, realmente parece saída de um filme de fantasia. Saber que poetas como Guerra Junqueiro entre outros intelectuais da época estiveram ali e que a autora de Harry Potter – J. K. Rowling – inspirou-se nesta livraria mais propriamente na escadaria vermelha quando imaginou a escola de magia em Hogwarts é algo arrepiante. E só quem visita este espaço, fica a conhecer o misticismo que o envolve.

É impossível ficar indiferente perante algo tão magnânimo. O ambiente é simplesmente encantador. A fascinante escadaria vermelha em espiral onde todos querem tirar uma foto. O corrimão em talha de madeira, o teto de gesso pintado, os apontamentos Art Deco nas paredes, o vitral com a insígnia “Decus in Labore” (Dignidade no Trabalho), os bustos em bronze de Eça de Queirós e Miguel de Cervantes (dois dos maiores escritores da Península Ibérica) – ambos obras do escultor Abel Salazar, são apenas alguns detalhes que impressionam.

O The Guardian classificou a Livraria Lello em terceiro lugar na lista das mais belas livrarias do mundo.

Embora a entrada seja paga, esse valor é dedutível na compra de um livro. O que se torna em mais um ponto a favor desta livraria.

Livraria Lello

7. Passear na Ribeira

A Ribeira é uma zona que fica perto do Rio Douro, no centro histórico de Porto. Da Ribeira é possível ver as Caves do Vinho do Porto e a Ponte D. Luís, duas das maiores atrações do Porto. O charme da Ribeira são as casas coloridas que disputam espaço, no meio das ruas estreitas, com lojas, restaurantes e até mesmo as pessoas que por ali passeiam.

Se a francesinha não for algo do seu agrado, com certeza na Ribeira encontrará um restaurante que chame a sua atenção. O “Chez Lapin” é conhecido pelo seu Bacalhau com Natas ou até mesmo pelo Polvo Assado. Não deixe também de provar as iguarias feitas com o vinho da região, como por exemplo o Novilho ao vinho do Porto. Pode apreciar qualquer um destes pratos com vista privilegiada sobre o rio Douro, se pedir uma mesa na esplanada.

Uma vez na Ribeira, porque não prolongar o passeio e embarcar num barco Rabelo? Existe a possibilidade de fazer diferentes cruzeiros ali no Rio Douro e ter a possibilidade de conhecer as pontes que ilustram a cidade.

cidade do Porto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *